sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Sofrendo a grande perda de meu amigo JOEL

"Não sei por que você se foi... Tantas saudades eu senti... E aquele adeus não pude dar..."

Tive uma bela infância. Tive uma família, pai, mãe, irmãos, amigos, educação Cristã e alegria.
Dentro desta frase mistura-se minha família, a família de tia Nilza e Tia Maria.
Construímos uma história, e todos nós, eu, Fábio, Artur, Joel, Neilson, Jônatas, Neilda, Eliatã, Beth, Késia, Paulinho e mais primos, primas, amigos somos a prova de uma amizade com raiz. Devemos isso a nossos pais, que entre convenções, congressos, ceias, jejuns, viagens, vigílias, retiros e aniversários nos presentearam com os mais belos ensinamentos biblícos e com essa amizade inabalável.


A idade adulta foi chegando, nem tão adulta assim... Mas fomos nos casando com nossos príncipes e princesas, tendo nossos herdeiros, nossos bebês... Acho que Fábio começou no casamento, foi? Enfim, amores e amizades são diferentes, eu acho... Alguns casamentos deram certo, outros nem tanto...

E embora a distância física aumentasse, a alma amiga jamais se distanciou.  Uma união na alma, íntegra, imaculada.
E quando a gente se encontrava/encontra os olhos brilham, o coração ri, as gargalhadas vem fácil. E a gente se sente em casa, sem medo de ser feliz, varando a madrugada, contando casos, lembrando as aventuras...

E quando a gente não se via, sabia que estavam lá, que uma hora dessas a gente ía se ver e rir. No próximo aniversário, evento, casamento, viagem, aniversário do filho... Eu sabia que estavam lá, em Minas, São Paulo, Mangueira, Bangu...
Só uma questão de tempo pra gente se reunir e rir.

..............

E então trabalhamos, faltamos ao evento, esquecemos de ligar, de dizer "te amo". Acho que todas as vezes que vejo Jônatas e Neilson eu digo "vc sabe que eu te amo?"
Mas o tempo estava sempre curto, tanta pressa, quando tudo devia ter acontecido bem devagar. Devíamos ter tirado mais fotos, feito mais vídeos...
....................
Tantas lembranças.
No ínicio da Banda, quando ainda estavam ensaiando pra Convenção, participei de alguns ensaios, gostava de ficar ali sentada, ouvindo pessoas que tanto amo tocando, cantando, rindo... ( O CD tá lindo!)
Eu ouvi "vai começar a festa" sentada ao lado dos meus primos na casa deles quando Jônatas cantou pelo nextel pro Reinaldo e pra Mônica. Amei a música de cara. Nunca pensei que choraria ao ouvir essa música tão gostosa e animada.
"faltava dar um passo só na minha direção... aqui sempre foi seu lugar... portanto sinta-se em casa..."
.....................
Ontem (dia 07 de janeiro de 2010) acordei. Escrevi no twitter "viva, ame, sorria, esse dia é único", me arrumei e como tds os dias gritei o nome da minha mãe pra ela me levar no ponto de onibus, pra ir pro trabalho. Quando a chamei, Fábio apareceu da janela e disse "Joel!" "Jonatas tá tentando reanimar. Pediu pra orar."
Entrei para minha casa.
silêncio.
"Joel morreu."
.................
São 22 hs do dia 08 de janeiro, e esse buraco dentro de mim não fecha.
Quantos mais os minutos passam, menos eu acredito.
Ele tem apenas 37 anos, ele tava na minha festa de um ano.


Esta foto tem 32 anos. É foto da foto.
Fábio está com  as mãos pro alto de chapéu. Joel tá do outro lado da mesa. Nosso negão. nosso amigo. Tinha 4 anos.
Essa galera em volta da mesa, que tava junta há 32 anos, estava ontem junta, reunida, em volta de vc, amigo Joel. Você nos conquistou ao longo de sua existência.

                                                        Essa sou eu. A aniversariante. Joel está ao fundo...
.........................................

A gente sabe que todo mundo morre um dia. Mas amigos não morrem. São proibidos de nos deixar.
É no que tentamos acreditar, até que um dia a vida mostra que não tá de brincadeira, e te surpreende.
pega de surpresa.
.....................................
Ontem foi um dia de dor e reflexão.
Por que ontem vi amigos que não via há mais de quinze anos ou mais.
Vi Paulinha, Leandro, Renatinho, Eduardo, Késia, Aninha...
A grande maioria de meus grandes amigos estavam lá.
Nos reunimos na hora da dor pela perda de um homem que marcou esta terra com sua grandeza, seu sorriso, seu som, suas poesias, sua personalidade única, seu carisma.
Nós todos poderíamos ter nos encontrado quando nosso amigo ainda podia detonar sua bateria.
Poderíamos ter nos reunido, por que nem moramos tão longe assim...
E com vc, meu amigo, agora só no  céu...
...................................
Meu coração tá ardendo.
Hoje ouvi o CD de novo.
Ontem, teus amigos e  irmãos cantando as músicas que escreveu...
Que rombo...
Quanta dor...
Sei que vc, amigo Joel, está nos braços do Pai. "Na fé, no amor, na igreja e no lar, aqui ou onde for o milagre se fará"
.............................

Tua partida trouxe a minha vida, acredito que na vida de todos seus amigos um momento de dor e reflexão.
Lindos 37 anos vividos.
Eu podia ter te visto mais, te ouvido mais, lido mais tuas poesias.

Então penso... vamos mais devagar quando estivermos com nossos queridos.
Avaliamos o valor da vida e o que realmente é fundamental quando vemos alguém tão amado ir tão cedo...
.............................

Tia Nilza, tio Argeu, Neilda, Neilson, Jônatas
Me perdoem se alguma vez lhes magoei ou falhei, por que eu amo vocês demais, e peço que Deus console seus corações porque a dor´não pode ser calculada, nem o vazio.
Que bom que todos nós acreditamos no céu, e que Ele está de braços abertos.
"Seus braços abertos até no fim, trouxeram esperanças pra mim."
...........................
A GENTE SE VÊ AMIGO, VAMOS TODOS NOS REUNIR EM VOLTA DO PAI.


JOEL, NOSSO BATERA!
Com amor eterno,
tua irmã, tua amiga

Rute Albanita


3 comentários:

Neilda, Preta Linda! disse...

Querida! Nós te amamos, na verdade eu sempre te amei... você é minha primeira amiga e como você disse: "nossos pais nos presentearam com isso"
Que linda homenagem ao meu Negão! Ele ficaria orgulhoso de tão belas palavras que expressaram com clareza todos os sentimentos que nos cercam e toda a lição que tiramos do que aconteceu...
Sua presença, seu carinho tornaram esse fardo mais leve, muito mais leve... hoje você me fez sorrir, me fez ter vontade de sair, comer,... você me deixou falar da minha dor, da minha saudade,... e é muito bom sentir e saber que pessoas como você o amavam!
Obrigada por ter me feito hoje tão feliz, apesar de tanta dor...
TE AMO DEMAIS E NUNCA VOU DEIXAR DE TE DIZER, SEMPRE!
Te guardo no lado esquerdo do peito, junto com Artur, Fábio e todos os amigos quase irmãos...
Obrigada por tudo!
Beijo

Ariano, é FOGO disse...

Amor...Não tenho palavras para expressar tamanha é a sua dor...
Mais tenho certeza que "esse teu Irmão" está nos braços do Senhor e olhando por você e todos os seus Amigos!!!
Te amo!!!

Roney disse...

Rute me perdoe,, sei que nao temos tanta intimidade,,,mas fiquei assim meio fora do ar com suas palavras em homenagem ao joel...de pra perceber o tanto que esse CARA foi manero, importante e o tamanho de sua obra e seu valor....
bom saber que tem pessoas assim como vc perto de nós, com essa cabeça e mente abençoada...
nao é a toa que a claudia fala tao bem de vc...
valeu mesmo pelas palavras...
sei que nao foram pra mim,, mas me senti mto bem lendo...pela sinceridade,, pela clareza e pelo conteúdo...
jesus te abençoe....