domingo, 21 de julho de 2013

Não se Deixe Manipular Pelo Gás Lacrimogênio!


Temos as mídias, e precisamos ficar atentos a elas,  saber o que acontece nos bairros, cidades, estados, países, na política... Porém, ainda mais essencial, é que estejamos a par do que acontece no nosso país. Se somos nós que democraticamente elegemos os nossos representantes, àqueles que cuidam de nossa terra, é nosso dever monitorar se eles cumprem o que prometem. Cabe a nós, povo.


E não é que depois, de tantas mutilações, roubos, fraudes e mortes, o brasileiro cansado de ser maltratado, envergonhado, desprezado, desonrado levantou de sua prostração e foi às ruas em protesto?! Nem mesmo o  ópio do brasileiro, representado em junho na Copa das Confederações, não o drogou? Os asfaltos acolheram jovens,  velhos e adolescentes. Cada qual com sua causa e sua história, mas com um mesmo braço forte, e o mesmo brado : Um Brasil bom para sua gente!


Mas o que quero escrever, é o que vem com o manifesto. O que a mídia mostra é segundo suas próprias intenções,e muitas vezes não é fiel aos fatos (não é novidade). É por isso que é necessário  ouvir mais que uma rádio, ler montes de jornais, ter acesso a opiniões diferentes, abrir mãos de pensamentos de esquerda e direita... Vivemos dias como os que lemos nos livros de história, só que em uma nova roupagem. Os olhos precisam estar abertos e os ouvidos bem atentos, para a gente não julgar errado, não xingar injustamente, não cuspir no rosto de quem nos defende.


Tenho a impressão de que a mídia coloca a polícia contra o povo, e o povo contra a polícia e muda o foco de tudo! A briga agora virou contra o gás lacrimogênio! Povo, povo, povo! Presta atenção na tramoia disso aí! A briga do povo não é contra polícia não, a briga do brasileiro é contra quem manda, quem governa, quem dá a ordem, e quem dá a ordem na polícia está bem acima da polícia!








 Polícia é povo também, e sofre também. E gente como a gente, e tem família, filho, mãe... E vou contar uma coisa que vi esses dias que vai chocar você. Tenho uma amiga que é  polícia militar, concursada há pouco tempo, e trabalha no jacaré, famosa favela recém pacificada do Rio de Janeiro. Ela é da Unidade de Polícia Pacificadora. Outro dia, a gente estava debatendo sobre salário e eu disse que a polícia pacificadora ganhava bem. Foi então que ela me contou seu salário. Como não acreditei, ela me fez entrar na internet, entrar no site da PMERJ e eu mesma digitei seu login e senha. O Soldo do soldado é 512, 91 (quinhentos e doze reais e noventa e um centavos) e como gratificação por ser UPP, ganha 700,00 (setecentos reais). Não acredita? Pois é, a gratificação do PM, sem ser da UPP é de 300,00 (trezentos reais). Possivelmente você não vai acreditar. Provavelmente irá até o Google e irá procurar, e vou te alertar, não é fácil achar, porque a manipulação é grande!!! Faz o seguinte!! Procure uma polícia da UPP, ou um PM, e pergunte pra ele, fale direto com a fonte, pede um contracheque. É até humilhante perguntar... Pois esta pessoa que defende tua cidade, tua família, ganha como salário, soldo, o que quiserem chamar... menos que um salário mínimo...



De qualquer forma procurei em sites e comunidades,  faces e blogs, e encontrei muitos desabafos dessa classe que sofre toda forma de preconceito. Nas manifestações, eles estão ali para fazer o trabalho que lhes é devido, e zelar pelo patrimônio público e particular... Se bem que, acho que eles também deveriam ir pra rua. Se estão preparados para situações de conflito? Se estão preocupados com as contas de casa? Se saem estressados, irados e sobretudo armados para trabalhar? Isso deixo pra vocês pensarem , responderem... Pode alguém te defender ganhando isso?



Enfim, eu estava com esse valor de soldo entalado na garganta desde que o li. É que essa palhaçada de virar o jogo das manifestações está me aborrecendo muito. Gente, não estamos lutando entre nós. Nossa luta é muito maior, não podemos perder o foco, até no ano que vem, onde nossa resposta mostrará que o povo brasileiro mudou pra valer!



O caso da violência no Leblon, bairro nobre do Rio de Janeiro, foi o mais falado da semana. Antes dele, os Direitos Humanos se colocou contra a polícia pelo excesso de força e muito gás lacrimogênio na hora de dispersar os manifestantes ou vândalos aproveitadores. Assim, o que se falava não era mais de justiça, de direitos, de corrupção, mas contra a polícia. O foco era : Polícia Truculenta!



A Polícia então,  não seguiu os manifestantes (vândalos) exaltados que destruíram a Rua Ataulfo de Paiva, Leblon, trazendo grandes danos aos comerciantes e moradores. Logo de manhã, a cúpula da polícia se reuniu com os governantes, a cidade estava triste, e os Direitos Humanos foram culpados.



Atenção! Muito cuidado com a manipulação. Isso tudo é muito maior que a gente pensa. Nossos olhos se viram para um lado, para o outro, e de repente nem sabemos mais em que lugar estamos. Não estamos contra a polícia. Não estamos contra os Direitos Humanos. Estamos a favor da Pátria Amada, do bem do povo, dos nossos direitos. Estamos lutando pelo bem dos professores, dos médicos, das crianças,dos jovens, dos idosos, e também de quem protege  a todos nós: a polícia.


Vi o vídeo abaixo, fazendo minha pesquisa e me arrepiei.
É a polícia em São Paulo, sentando junto com os manifestantes, lindo!

Compartilhe meu blog nas redes, e não perca o foco!



video

(Vídeo de Cauê Fantone - youtube)

Você viu essa cena no canal que você costuma assistir?

Reportagem do SBT e comentários de policiais com  desabafo do autor do blog e relato dos salários
http://blogdaverdaderj.blogspot.com.br/2013/02/por-que-rede-globo-nao-mostra-isso.html



Nenhum comentário: